O Projeto

O Projeto Menina de TI teve início em 2016 com a proposta de apresentar a carreira de Tecnologia da Informação para meninas do ensino médio e com o objetivo de fomentar o ingresso desse público em cursos técnicos e superiores na área de TI e consequente aumento da participação de mulheres nas carreiras de tecnologia.

 

Contexto

O Projeto Menina de TI teve início em 2016 com a proposta de apresentar a carreira de Tecnologia da Informação para meninas do ensino médio e com o objetivo de fomentar o ingresso desse público em cursos técnicos e superiores na área de TI e consequente aumento da participação de mulheres nas carreiras de tecnologia.


Menos de 15% dos alunos dos cursos de tecnologia das principais universidades do Brasil são mulheres. Em 2015, somente 10,7% dos estudantes aprovados no vestibular da Universidade Estadual de Campinas eram mulheres e apenas 11,8% na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Esse quadro acaba refletindo nas estatísticas do mercado de trabalho. No Serpro, por exemplo, dos 7.098 mil empregados que atual nas diversas áreas da empresa, 2.255 são mulheres, o que representa aproximadamente 31% do total.


O Projeto Menina de TI está alinhado aos objetivos da Secretaria Nacional de Políticas para Mulheres (SNPM), vinculada ao Ministério dos Direitos Humanos, que visa promover a igualdade entre homens e mulheres e combater todas as formas de preconceito e discriminação.


Menina de TI do Serpro já é referência como iniciativa de cooperação da empresa pública com a sociedade civil e a comunidade internacional. No âmbito do Projeto, realizamos eventos em parceria com o Governo do Distrito Federal, a União Internacional de Telecomunicações – UIT e a ONU Mulheres. Em outubro de 2018, a UIT concedeu ao Projeto Menina de TI o selo da campanha mundial Girls in ICT Day, que tem como objetivo incentivar a consciencialização das jovens mulheres sobre as oportunidades de carreiras no mercado da Tecnologia da Informação.

 

Objetivos


Estimular o conhecimento de adolescentes meninas sobre as carreiras do mercado de TI, o aumento do número de meninas que ingressam em cursos e faculdades de TI e a entrada de um número crescente de mulheres no mercado de tecnologia.

 

Público-alvo


Meninas adolescentes matriculadas no Ensino Médio, Ensino Técnico e mulheres matriculadas em curso de Educação de Jovens e Adultos (EJA).

 

Atividades

 

  • Palestras sobre o mercado de TI;
  • Visitas ao ambiente de produção do Serpro;
  • Oficinas de programação para alunas em APP Inventor e Scracht;
  • Organização de eventos externos em parceria com a ONU e com o Governo do Distrito Federal;
  • Treinamento de professores;
  • Mentoria do Serpro às alunas para desenvolvimento de soluções de TI.

 

Principais resultados de 2018

 

  • Treinamento realizado para professores do GDF em APP Inventor e Scratch;
  • Realização de duas edições do evento TIC TAC Weekend Camp em parceria com a ONU Mulheres e a União Internacional de Telecomunicações (UIT);
  • O projeto recebeu o selo da Campanha Girls in ICT, da UIT;
  • Participação na Semana Nacional de Ciência e Tenologia 2018 com oficinas de tecnologia para jovens;
  • Realização de mentoria com alunas do Centro Educacional do Lago Norte (CEDLAN), que resultou no desenvolvimento do app +NOTA.